terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Acessibilidade no dia a dia

Pessoas com necessidades especiais precisam de cuidados especiais.

Todas as pessoas necessitam de cuidados especiais como comer, tomar banho, dormir... Quando estamos doentes, o cuidado é ainda maior. Mas existem outras pessoas que precisam de cuidados diários ainda mais especiais.



 Essas pessoas que são portadoras de necessidades especiais podem ser visual, auditiva ou de mobilidade física.
É muito difícil a locomoção de pessoas portadoras de necessidades especiais pelas ruas da cidade. O acesso ao transporte e as edificações ainda é muito precário.
É necessário que ocorra adaptações e muitas melhorias para a locomoção e garantia de melhores condições de vida. 

Nas ruas, por exemplo, é necessário:

  • Fazer rampas e calçadas rebaixadas para os cadeirantes;
  • Colocação de pisos táteis (pisos especiais percebíveis pelo tato) e de alerta para os portadores de deficiência visual;
  • Instalação de barras de metal nas entradas de prédios e edificações;
  • Instalação de rampas de acesso em prédios residenciais e edificações;
  • Instalação de aviso sonoro nos semáforos, para a travessia dos deficientes visuais;
  • Calçadas e ruas em perfeito estado sem buracos e danificações;


Nos meios de transporte, algumas adaptações são necessárias como:

  • Instalação de elevadores nos ônibus para cadeirantes e locais reservados para as pessoas com muletas;
  • Maior quantidade de transporte reservado somente para as pessoas com deficiência, como é o caso do ATENDE;
  • Ampliação desses veículos especializados no transporte de pessoas deficientes também nas pequenas cidades;
  • Profissionais qualificados e especializados para o atendimento de pessoas portadoras de deficiência;
  • No metrô, maior quantidade de pessoas em horários de picos nas plataformas para a locomoção dos portadores de deficiência;


Na construção civil é necessário:
  • A construção de casas e apartamentos adaptados às necessidades especiais.
  • A construção de jardins, parques e museus com acesso aos portadores com deficiência; e adaptação dos que já existem.
É necessário que cada um faça a sua parte para tornar a vida dessas pessoas um pouco mais digna, com qualidade e respeito.