sexta-feira, 28 de maio de 2021

A Origem da Prensa de Impressão Moderna


A prensa de impressão moderna, foi desenvolvida durante a revolução industrial, ela foi desenvolvida baseando-se em modelos antigos de prensa de impressão feitas pelo cientista Gutenberg. Após o início do século XIX, as prensas deixaram de ser fabricadas com madeira e começaram a ser fabricadas usando ferro fundido. Só essa alteração de matéria prima para sua fabricação, fez com que o nível de força necessária para operar a impressa fosse reduzido em 90%.

Quando ocorreu a alteração da matéria prima na fabricação das prensas, também foi possível duplicar a sua área de operação. As novas impressa eram capazes de realizar cerca de 480 páginas de impressões por hora, isso era equivalente ao dobro de páginas que os modelos antigos eram capazes de produzir. 


A Evolução da Prensa de Impressão Com o Passar dos Anos


Com o passar dos anos, os cientistas e engenheiros começaram a pensar em métodos de fazer com que as prensas de impressão parassem de usar a força humana como material para que as prensas funcionassem. Com esse objetivo em mente, foram criadas as primeiras impressas que faziam uso de um motor a vapor. 


Em 1814 começaram a usar impressas a vapor que conseguiam operar de maneira similar a uma impressa manual ligada a um motor a vapor, sendo capaz de produzir 1.100 impressões por hora. A partir deste momento, começaram a pensar em maneiras de fazer com que uma prensa de impressão fosse capaz de realizar impressões de ambos os lados da folha de uma única vez.


Com o passar das décadas as prensas de impressão foram cada vez mais e cada vez mais evoluindo para serem mais práticas e produtivas. Durante o século XX, mas precisamente na década de 1930, começaram a ser fabricadas impressas com motores mais modernos, deixando o motor a vapor para trás. Com o aumento da potência do motor das impressas, elas também começaram a usar algum modelo de freio industrial em sua composição, mas com esse aumento de força dos motores, as produções começaram a chegar a 3.000 impressões por hora.