sexta-feira, 28 de maio de 2021

Os Guindastes e Sua Contribuição Com a Indústria

Os guindastes são equipamentos projetados para realizar a elevação e a movimentação de grandes cargas e materiais pesados. Fazendo uso da física, que diz que uma ou mais máquinas conseguem criar uma vantagem mecânica capaz de mover pesos muito acima da capacidade humana.



Guindastes são geralmente implantados em locais de grandes operações, como em construções, portos e aeroportos. Sempre atuando em lugares onde há movimentação de cargas muito pesadas sendo transportadas para um depósito local ou para algum meio de transporte como navios e aviões. Nesses locais o guindaste fica encarregado de mover containers ou materiais de construção civil. Para poder realizar essas operações com confiança, os guindastes são equipados com motores surpreendentemente potentes para erguer as cargas e também fazendo uso de um sistema de freio capaz de aguentar o peso exercido nos cabos, geralmente é usado um sistema de freio hidráulico nos guindastes. 


A Origem do Uso dos Guindastes 


A origem da ideia de um guindaste se deu início na antiga Grécia, onde eram feitos com uma estrutura similar aos guindastes modernos, mas eram movidos com o uso de força humana ou de animais de carga. Esses guindastes eram usados apenas para a construção de casas, posteriormente, guindastes maiores foram sendo desenvolvidos usando engrenagens movidas a tração humana, permitindo que cargas mais pesadas fossem elevadas, possibilitando a construção de grandes monumentos, templos e edifícios.


Com o passar dos séculos os guindastes foram evoluindo, sendo cada vez mais capazes de erguer cargas ainda mais pesadas. Mas durante a revolução industrial foi quando os guindastes passaram por uma grande evolução, deixando de serem feitos de madeira e começaram a serem feitos com ferro fundido e aço, e também foi quando começaram a serem construídos da maneira como conhecemos hoje, uma torre equipada com cabos e roldanas para elevar e abaixar as cargas.