quinta-feira, 10 de junho de 2021

O Surgimento do Freio Na Indústria

Com a evolução da tecnologia industrial com o passar do tempo, os maquinários começaram a usar motores com grande eficiência e potência. Assim forçando os antigos engenheiros a projetarem o primeiro sistema de frenagem para máquinas e equipamentos industriais, para poderem realizar a parada dos motores de uma maneira segura e que não comprometesse os maquinários.



Os primeiros freios para equipamentos industriais surgiram no século XIX, um pouco após a revolução industrial. Com o avanço que a área da indústria passou durante a revolução industrial, os maquinários começaram a possuir motores muito fortes. No início eram apenas motores a vapor, ainda utilizando humanos para garantir o funcionamento do motor e também a sua parada, e com o passar dos anos, motores mais fortes surgiram, fazendo com que sistemas de freios fossem desenvolvidos assim como embreagens, discos de freios industriais, dentre outras coisas.


A Origem dos Sistema de Freios   


A ideia do freio é tão antiga quanto a roda, obviamente muito mais primitiva que qualquer sistema já visto até então. Os freios de fato só surgiram na antiga Grécia, onde eles usavam madeiras como freios em equipamentos de construção civil. Só foram surgir sistemas de freios mais mecânicos durante a renascença, onde Leonardo Da Vinci criou para cada uma de suas máquinas, um sistema de freio próprio, que serviram de modelo para os freios modernos como o freio hidráulico e o freio elétrico.


Os freios só foram chegar a sua forma estrutural moderna quando surgiram as locomotivas, que eram grandes veículos que apesar de possuírem um motor a vapor, tinham que ter um sistema de freio para parar a locomotiva com precisão. Esse sistema de freio era bastante simples, pois era apenas um mecanismo projetado para que quando a alavanca implantada no vagão da caldeira fosse puxada, um simples sistema iria travar as rodas dos vagões principais.